Segurança de dados de telefonia móvel: dicas para a sua empresa

93190_Easy-Resize.com

A segurança de dados é um item bastante importante a ser monitorado em uma empresa, pois a informação é um dos bem mais valiosos que alguém pode ter.

Especialmente depois da LGPD, esta é uma ação fundamental para manter o bom funcionamento de seu negócio no mundo competitivo que vivemos.

Atualmente, a maior parte de tudo o que somos, temos e queremos pode ser encontrado no mundo virtual.

É por isso que a segurança de dados se faz tão importante, pois ela resguarda a informação que circula pelos computadores.

E não estamos falando apenas de guardar as informações, mas de tê-las à disposição sempre que necessário de forma segura.

Neste artigo você vai saber:

  • O que é a segurança de dados?
  • Qual a importância da segurança de dados?
  • Mecanismos e ferramentas da segurança de dados

O que é a segurança de dados?

A segurança de dados refere-se à proteção dos dados perante ameaças, acidentais ou intencionais, de modificação não autorizada, roubo ou destruição.

Quer dizer, está relacionada à preservação de informações e dados de grande valor para uma organização e, querendo ou não, em maior ou menor grau, todos os dados corporativos têm valor.

A segurança de dados nas empresas é tudo o que envolve a proteção de informações de pessoas físicas e jurídicas, por meio de mecanismos e ferramentas.

Em geral, existem três atributos que conduzem a análise, o planejamento e a implantação de processos e ferramentas para garantir a segurança dos dados em uma empresa. São eles: a confidencialidade, a integridade e a disponibilidade.

Juntos, com mais ou menos intensidade, esses três atributos garantem a segurança da informação.

Saiba abaixo o que é cada um deles de forma simples e prática:

Confidencialidade

A confidencialidade é a imposição de limites de acesso à informação apenas às pessoas e/ou entidades autorizados por aqueles que possuem os direitos da informação.

Ela é quem garante que apenas pessoas autorizadas tenham acesso à informação.

Isto é, só as pessoas consideradas confiáveis podem acessar, processar e modificar os dados.

Integridade

A integridade refere-se à garantia de que as informações manipuladas manterão todas as suas características originais.

Quer dizer, os dados se manterão íntegros, da mesma forma que foram criados ou estabelecidos pelo proprietário.

Portanto, este é um atributo que está ligado ao controle das mudanças e à preservação do ciclo de vida da informação. E, que compreende origem, manutenção e destruição.

Disponibilidade

Já a disponibilidade é a garantia de que as informações estarão sempre disponíveis para o uso legítimo.

Assim dizendo: as pessoas e/ou entidades autorizadas pelo detentor dos direitos terão sempre garantido o acesso aos dados.

É também importante saber que o nível desejado de proteção de dados varia de empresa para empresa e deve ser definido por meio de uma política própria.

Isto é, com um conjunto de normas, regras e recomendações, todos os envolvidos com as informações corporativas devem entender o valor que cada tipo de dado tem.

A partir disso, todos passam a perseguir o nível desejado de confiabilidade, integridade e disponibilidade.

Além destes três atributos citados, existem mais alguns pontos importantes:

Autenticidade

Preserva as características originais da informação, impedindo que sofram mudanças durante um processo por descuido ou ataques de hackers.

Conformidade

Assegura que o sistema siga os regulamentos, leis e normas desse tipo de processo.

Disponibilidade

Permite que os usuários autorizados pelo dono da informação possam acessá-la quando necessário.

Irretratabilidade:

Impossibilita a negação da autoria de uma transação.

Qual a importância da segurança de dados?

Pesquisas indicam que um a cada cinco brasileiros já foi vítima de roubo de dados.

O número do telefone é a informação mais procurada para quem tem a intenção de aplicar golpes.

O e-mail, o CPF e o número do cartão de crédito também são alvos de estelionatários, pois é possível se cadastrar em sites de compra e venda por meio de qualquer uma dessas informações.

Fraudes, troca de informação sigilosa de clientes entre companhias e derrubada de sistemas são algumas das consequências que a falta de segurança pode acarretar.

Os hackers estão prontos para atacar ao menor sinal de vulnerabilidade.

Por isso, é importante estar sempre atento à segurança de dados que a sua empresa possui a fim de evitar brechas para estas ações.

Mecanismos e ferramentas de segurança de dados

Para falarmos sobre mecanismos e ferramentas que ajudam a criar a segurança dos dados em uma empresa, é necessário entender a diferença entre o controle físico e o controle lógico das informações.

Afinal, os mecanismos e as ferramentas são aplicados nesses dois âmbitos.

Eles são totalmente complementares e, juntos, conseguem estabelecer a segurança da informação em uma organização.

Entenda:

Controles físicos

Chamamos de físicos todos os controles que abrangem barreiras limitadoras do contato ou do acesso direto à informação ou à infraestrutura criada e mantida para garantir a existência dos dados.

Existem diversos mecanismos de segurança que suportam os controles físicos. Dentre eles temos: portas, paredes, trancas, blindagem e vigias.

Esses mecanismos protegem o centro de dados, evitando que pessoas não autorizadas acessem o espaço onde se concentram os hardwares.

Controles lógicos

Já os controles lógicos são as barreiras que impedem ou limitam o acesso aos dados mantidos em ambiente controlado de modo eletrônico ou virtual.

Aqui estão alguns exemplos de ferramentas e mecanismos que dão suporte aos controles lógicos:

  • Criptografia

Mecanismo de segurança que utiliza esquemas matemáticos e algoritmos para codificar os dados em textos inelegíveis, os quais só podem ser decodificados ou descriptografados pelas pessoas que possuem a chave de acesso.

  • Assinatura digital

Conjunto de dados criptografados, associados a um documento do qual são função. Garantem a integridade do documento, mas não a sua total confidencialidade.

  • Honeypot

Esse é o nome dado a um software usado para detectar ou impedir ações de crackers, spammers ou qualquer outro agente externo não autorizado.

Essa solução engana o agente externo, fazendo-o acreditar que ele está de fato explorando uma vulnerabilidade.

  • Controles diversos de acesso

Biometria, palavras-chave, cartões inteligentes e firewalls são alguns exemplos de mecanismos dessa categoria.

Quando existem falhas nos controles físicos e lógicos, geralmente, as empresas sofrem prejuízos financeiros, perdem competitividade e têm até a sua imagem danificada.

Para evitar este tipo de situação, você pode contar com uma empresa para te ajudar. Com uma ferramenta chamada MDM, a Uniir pode auxiliar sua empresa na segurança de dados e fornecer a tranquilidade que você deseja.

Entre em contato agora mesmo para maiores informações.

 

Solicite um orçamento para aluguel de celular